segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Como você tem aproveitado/desperdiçado seu tempo?

Pois é, nessa semana em uma conversa com uma amiga, soube de informações que me surpreenderam e me fizeram refletir onde tenho empregado meu tempo...
Para se ter uma idéia do que é, vou explicar... Em média, o brasileiro vive 70 anos e você sabe quanto desse tempo é gasto com televisão e dormir?? Aí vem a bomba... O brasileiro passa dos seus 70 anos, 24 dormindo e 14 em frente à tv. Já se passaram em apenas duas coisas 38 anos!!!!!

Bahh fiquei pensando nisso... Assistindo TV com certeza não passo esse tempo todo, afinal trabalho o dia inteiro e tenho outras tantas atividades que não me fazem parar em frente a ela (e mesmo que não tivesse não ficaria, é uma coisa que não sou muito fã em fazer, fora alugar bons filmes!), mas dormir, ah isso eu gosto muito (rsrsrs)!!
Percebi que muitas vezes desperdiçamos nosso tempo com coisas tão supérfluas, tão sem importância, mas que trarão conseqüência no futuro e aquelas em que deveríamos nos empenhar, gastar e dedicar nosso tempo, são aquelas que normalmente deixamos para amanhã e que, muitas vezes, já pode ser tarde...

Como dizer para seus pais que você os ama, ir visitar aqueles parentes que há anos você não vê, mas fizeram parte de sua infância. Como apenas estar junto, seja onde for com seu amado(a), ouvir sua amiga durante horas no telefone, ou escrever e-mails para ela que mais parecem teses de mestrado, mesmo que você já saiba tudo o que ela vai dizer ou escrever (rs). Como sentar na beira do cais para tomar chimarrão, como comer chocolate (humm...), como aquelas longas caminhadas com seus fones no ouvido, onde começas a sonhar e seu ser se enche de paz, parecendo que você foi transportado para outro mundo. Como você e a pessoa que tu amas brincam na chuva, enquanto o resto foge dela!!
É como simplesmente sentar com um amigo e conversar, rir, chorar, falar do céu, da lua, do mar, assistir ao nascer e ao pôr-do-sol e acima de tudo, empenhar seu tempo, suas primícias para as coisas de Deus... Isso é aproveitar o tempo!

Então, empenhe-se, dedique-se aquilo que realmente vale a pena, as coisas que realmente tem valor! Busque colocar seu tempo em coisas que lá na frente você não olhe para trás e pense: “Poderia ter feito isso ou me dedicado mais naquilo”.

Aproveite e não desperdice seu tempo!

7 comentários:

|________Uerlle| || || |___| disse...

Amigaa!
Como c tá?
Saudades de passar por aqui!
Confesso que o texto me fez refletir muito
e decidi: a parti de hoje vou me reeducar e investir meu precioso tempo em coisas mais úteis e proveitosas a minha vida!

BjOo!

Deus abençõe sempre!

|________Uerlle| || || |___| disse...

Ai amiga então se vc gostar
de ouvir belas canções recomendo
a escultar todas de BROOKE FRASER
são simplesmente apaixonante!!
Abração!

Lucas disse...

Bah, como agente gasta tempo com besteira!
Vou me reeducar quanto a isso!

Fica na paz amiga beijo

Letícia disse...

Pri é a Dudi, e q estav na conta de um amigo ai apareceu o nome dele(lucas)
Beijo

Ká. disse...

Oi flor!
Com certeza precisamos aprender a valorizar muita coisa,né?
te amo!bjs

|________Uerlle| || || |___| disse...

COnfesso
que seu texto foi tão interresante
que retornei pra le-lo de novo!
Bjão!

Azulinha disse...

Gostei muito deste texto. Também já vivi acontecimentos ou situações que me fizeram parar a pensar de que forma gasto o meu tempo e se ele é bem empregue. Mudei algumas coisas, pois dedicamos demasiado tempo ao trabalho, quando afinal a felicidade pessoa e o tempo gasto com os que nos são mais queridos é mais importante. Dedicar tempo, atenção e energia aos filhos é fundamental para os eu desenvolvimento integral e crescimento saudável, mas a tendência é deixá-los o dia todo nos colégios, devido aos inúmeros afazeres profissionais.
Se melhorei alugams coisas, ler o seu texto relembrou-me que talvez já esteja de novo a cair em usos supérfluos de parte do meu tempo; tempo escasso e precioso que tantos me reclamam e que deveria ser quase integralmente investido na construção de um mundo melhor e no futuro dos pequeninos.