sexta-feira, 17 de julho de 2009

Naquela Rua

Ela parou ao passar por aquela rua, seus olhos passaram por cada lugar...
Enquanto ela estava ali imóvel, era como se visse sua infância diante de seus olhos. Olhava para o lugar onde havia uma árvore, lembrava de como adorava subir nela... Olhava as calçadas e as corridas de bicicleta que fazia com suas amigas. E aquele degrau em frente a sua antiga casa? Quantas histórias e conversas ele ouviu... Ah, se ele falasse!
O amor de infância... Aquele menino? Era como se fosse o único e o último, onde todas suspiravam por ele... E ela sorriu dessas lembranças tão bobas!
Lembrou-se de cada canto, de cada conversa, de cada sorriso, de cada lágrima, eram tantas lembranças que fizeram singelas lágrimas brotarem de seus olhos.
Um vento surgiu naquela hora trazendo o perfume da hortelã que havia no campo ao lado, ela ergueu seu olhar para o céu e suspirou, percebendo que o dia estava exatamente como no dia em que ela foi embora. Um dia nublado, com o sol sem forças, devido as intensas nuvens que o escondiam, além do vento e inverno rigoroso daquele tempo.
Aquela tinha sido sua última lembrança antes daquela rua se tornar parte de sua história, o perfume da hortelã enquanto ela ia embora com o olhar voltado para a casa que ela amava tanto... Mas entendia que o tempo ali havia passado, mas as lembranças ficaram gravadas em seu coração.
Ela, porém, viveu dias felizes em sua nova casa, sua nova rotina e amigos, mas em nenhum momento esqueceu o que passou naquele lugar!
Na verdade aquela era mais uma rua na imensa cidade, não havia nada de especial ali, apenas o fato de ser o lugar onde viveu tantas situações felizes. Talvez fosse simplesmente o tom colorido que uma criança um dia deu aquele lugar e por um momento ela quis voltar aquele tempo, entretanto as imagens e sorrisos daquela época ficaram apenas gravadas na sua memória e no seu coração...


13 comentários:

Danillo Araújo disse...

hum.. interesante>>>

Você como sempre trazendo essas belas palavras.

Priii parabens pelo novo lealt do blog e essa foto maraa..^^)

bom final de semana.

Juliane Oki Carraro disse...

Que lindo!
Amo passar por aqui tbm.
Ótimo fds, Deus te abençoe.
Bjs

Canteiro Pessoal disse...

Pri amada. Linda ave rara! Cá estou no prelúdio de minhas férias e vim dá uma espiada por tudo que sucede na blogesfera e, não resisti, aqui estou em seu saboroso espaço que propaga já de antemão metamorfose, que, por sinal, está deslumbrante. Mudar é fabuloso e denota a subida de mais um degrau, é como se a terra que estava seca há meses, a canção da chuva começa a penetrar envolvendo cada pensamento e diluindo as dúvidas. Assim, trazendo o gosto de eternidade, de inspiração e de sonhos.
Bem, sobre seu escrito dançante, leva-me: Eu paro ao passar por esta rua. Nela eu me apaixono e meus olhos passam por cada lugar que lava e leva a sujeira, tal que embaça a minha janela e as telhas da casa são limpas. O ar é refrescado. Da janela da minha alma traz cheiro de mato, da terra e da esperança.

[...]

.

Digo: - Deus dos céus e da terra, não tenho nada a dizer. O som de minha máquina é som dum silêncio para ouvir-te. O que é que eu posso escrever-te? Como começar e recomeçar a anotar frases num som macio? Apenas sei, sua voz letral até meu encontro e, eu no me curvar ante a tua porta que propaga uma linguagem carregada de ternura e símbolos, hermética e misteriosa para o meu coração cru. As letras são o meio de comunicação a ti e desnudo-me do guarda-chuva e banho-me em suas deliciosas gotas generosas. E nessas gotas sou modelada até poder me tornar o invólucro mais fino dos meus pensamentos, capaz de pensar e sentir o teu sentimento.

.

Pri, querida. Gostaria muito escrever um escrito em parceria contigo. O que achas da ideia?

Beijos mil linda gardenial

Priscila Cáliga

Elizeu Soares disse...

Olá Pri,
nuito interesante o seu tentos, que fala de um lugar muito especial...Cada um de nós temos um lugar assim não é mesmo.Para mim é na sala do Trono onde está o PAI celestial...O bom é que podemos ir lá todos os dia e em qualquer lugar!!!
Fica na paz...

Aline disse...

Oi Pri

Faz um tempinho que nao passo por aki e tbem sentir falta de seus comentarios la no meu viw

Como sempre lindo testo.Gostei do novo visual amei

Passe la e comente

Bjussss

Sarah Toledo disse...

em um diálogo no livro "o encontro marcado", do fernando sabino, um velho senhor diz assim: "lembrar é apenas pensar, mas recordar é reviver". sempre penso nisso quando uma boa (ou má, porque não?) lembrança me vem à mente. e, de fato, reviver é muito mais interessante.
esses degraus, a rua, os cheiros, os sons... tudo parece voltar. e apesar das lágrimas, a sensação ñ deixa de ser boa.


gostei muito do texto, pri. continue escrevendo lindamente...

bjim.

Jackson Aráujo disse...

Ah fico sem palavras diante de seus textos, que na verdade são ~expressões da realidade atraves de lindas palavras.
É muito bacana a forma e a intensidade das suas palavras!
Mais uma vez me identifiquei com o post!

"...em nenhum momento esqueceu o que passou naquele lugar!
Na verdade aquela era mais uma rua na imensa cidade, não havia nada de especial ali, apenas o fato de ser o lugar onde viveu tantas situações felizes."


Bejos!
Deus te abençõe muito!

Suh disse...

oi Prii, amiiiiiiga!
eu vi uma foto, do seu último comentário em meu blog!

vc está lendo o livro
" A CABANA " ? OU JÁ LEU?

ESTOU LENDO, E ESTÁ SENDO MUITO BOM!

aliás vou falar um poukinho dele nesse post ^^

bjokas da suh!

Thiago Sanguebsche disse...

Bah Pri!!! Essa história me fez pensar mto nas mudanças que tem ocorrido na minha vida!!! Minha ida pra RG e agora de saída...

Pois é, cada vez que chego aí e o "vento traz o perfume da hortelã", as lembranças afloram trazendo junto consigo a saudade!!!

Bjs gurizinha dos olhos!!!

Gaby Soncini disse...

Pri!

Que texto mais lindo esse.Sempre me lembro da infância,é como se eu tivesse uma certa necessidade de preservar aqueles sentimentos e encantos para o meu viver,e tenho assim como a personagem do seu texto vontade de voltar a certos lugares que marcaram.
Lindo e singelo,um texto pra pensar como é bom ser uma criança e colorir todo lugar que estiver.

Grande beijo.

Juliana Lima disse...

lindo, lindo, lindo!

parabens!

beijos

Uerlle Costa disse...

lindo como sempre.
hehe
linda mudei novamente o dominio do meu blog agora é
uerllecosta.blogspot.com
Beijos
e apareça quando quisser.
és bem-vinda sempre.

Elizeu Soares disse...

Oi Pri!
Que saudade eu to das suas histórias emmm...De tudo que ha no seu blog!
Fica na paz...